Horário de funcionamento: Seg. à Sex. 7:30 às 17h

Passagem dos fiéis pelo Tapete de Brasas da Fogueira de São João

Passagem dos fiéis pelo Tapete de Brasas da Fogueira de São João

Tudo pronto ...18h30 a fogueira começa a queimar...um grande amontoado de pedaços de madeira de “ANJICO-VERMELHO”, árvore do cerrado brasileiro comumente encontrado em nosso município.

Os primeiros expectadores começam a chegar e guardam seus lugares anciosos pelo grande espetáculo de fé e devoção que irão presenciar nas próximas horas.

Uma tradição, que segundo os moradores mais antigos de Bocaina , relatam que chega à ser mais antiga que a própria fundação do município e que surgiu nas festas juninas e de agradecimento por mais uma farta colheita , na colônia da Fazenda Santana.

Na Igreja Matriz , a celebração da santa missa recebe os devotos para logo mais acompanharem a benção do mastro que será erguido à frente da majestosa igreja e a benção do bolo de São João , tradicional em todo início de festividades .

No palco em frente ao largo da matriz, uma multidão se diverte ao som de músicas sertanejas preparando o clima de mais uma grande festa em Bocaina.

Aos poucos, a fogueira vai queimando e os bravos voluntários, responsáveis pela montagem e queima , vão preparando o cenário para que em breve, todos possam assitir a passagem pelo braseiro.

Meia-noite, os sinos anunciam a chegada de mais um dia. 24 de Junho....dia de São João Batista...os fiéis começam a passar pelo grande tapete de brasas, formado pela queima da fogueira que aqueceu a noite fria que antecedeu a este momento especial que une fé e devoção à um dos grandes personagens bíblicos que anunciaram a vinda do Messias.

Um pouco de história sobre a nossa fogueira ( por Guilherme Milani)

Há mais de 25 anos os Srs. Sabino Bispo de Santana e Luís Carlos Sega o Luizão, se dedicam na montagem e manejo da fogueira. Mas como ela e feita? Vamos lá.

A lenha da fogueira é retirada de somente um tipo de árvore, o Ângico Vermelho, ou Ângico de Serra, as lenhas são cuidadosamente escolhidas e cortadas em toras de 2 metros comprimento.

Após serem trazidas para o local da montagem , Seu Luiz e Seu Sabino fazem uma "cama" com terra para acomodar as lenhas.

Feito isso eles mais uma vez escolhem as melhores toras de Ângico e fazem uma base e vão empilhando as madeiras para formar uma espécie de gaiola e dentro dessa gaiola são colocados as lenhas menores.

A fogueira tem em torno de 2 m de altura. Após sua montagem é só esperar a hora de seu acendimento que é sempre às 18:30. O trabalho de Luizão e Sabino não para por aí, após acesa eles cuidam da fogueira, enfrentando o calor de mais de 60 graus em seu entorno.

Próximo da meia noite eles retiram as lenhas que ainda estão incandescentes e formam um tapete de brasas para que os fiéis devotos de São João passem sobre ele.

O trabalho de Sabino e Luizão pode ser considerado uma arte, talvez um dom. A montagem da fogueira é mais uma atração da festa de São João e de nossa amada cidade de Bocaina.

Reserve um momento para conhecer nossa cidade e esta tradição de mais de 128 anos.

Localização


Voltar